travesseiro
Meditação para iniciantes. Dicas de como começar
Bem Estar

Meditação para iniciantes: 6 dicas para começar

A meditação é um dos hábitos mais saudáveis que podemos ter. Esta técnica desenvolve habilidades como a concentração, tranquilidade, foco e inteligência emocional, além de diminuir a ansiedade e ajudar no tratamento de doenças psicológicas. 

Apesar de estar muito em alta nos dias de hoje, a meditação é uma prática milenar. Com raízes nas culturas orientais, mais precisamente na China e na Índia, estima-se que sua origem surgiu em cerca de 1.500 anos a.C.

Mas é justamente nos dias atuais, com o contexto de pandemia, entre outros problemas, que a meditação se popularizou. Cada vez mais, as pessoas estão buscando uma forma de controlar as emoções para lidar com este cenário.

Porém, sabemos que reservar um tempo para focar na respiração e alcançar um equilíbrio mental e físico, afastando-se ainda que momentaneamente dos problemas do dia a dia e da agenda cheia de compromissos, não é uma tarefa fácil. Principalmente para quem nunca meditou.

Sendo assim, vamos lhe dar algumas dicas para os iniciantes em meditação:

Reserve um tempo para a meditação

Busque reservar 1 ou 2 momentos ao longo do dia para se desligar por um tempo. Pode ser ao acordar, para permitir começar o dia com menos ansiedade e mais foco; no meio do dia, para se descansar um pouco das tarefas; ou quando for se deitar, para acalmar a mente antes de dormir.

Assim, dedique entre 5 a 10 minutos para se dedicar à meditação. Sem muita pressão para terminar logo, para evitar a ansiedade.

Procure um lugar silencioso

A meditação necessita de concentração, por isso é ideal ter um lugar silencioso e que você se sinta confortável para começar. Seja para iniciantes ou experientes, procure um local com o mínimo de barulho possível. Não tente meditar no sofá da sala, com a família por perto, ou com a TV ligada.

Encontre uma posição confortável

Pense agora: qual é a posição que você se sente mais confortável? Pensou? Pois fique assim para meditar. Não há uma regra, a posição certa é a que te deixa mais a vontade. Porém, atente-se em ficar numa postura alinhada.

Leia mais: Qual é a melhor posição para dormir

Foque na respiração

Uma grande ferramenta para o iniciante é o foco na respiração. Uma técnica que te ajudará é inspirar em um segundo e expire também em um. Em seguida, vá aumentando o tempo. Inspire e expire em dois segundos. À medida que for evoluindo, será possível notar a diferença de temperatura entre o ar que entra e o ar que sai das narinas. Dessa maneira, seu foco estará todo centrado na respiração.

Assim, quando finalizar o ciclo da respiração, você conseguirá se tranquilizar, relaxar e absorver muitos benefícios.

Controle os pensamentos

Um dos grandes obstáculos para a meditação são os pensamentos que povoam nossas cabeças. Segundo Carla Barrichello, gerente de bem-estar da Natura, “meditação não é esvaziar a mente, mas desenvolver a capacidade de observação”

Neste momento, alguns especialistas sugerem etiquetar os pensamentos e dispensá-los. Por exemplo, vem a sua mente alguma questão do trabalho. Mentalmente, etiquete este pensamento como "Trabalho" e livre-se dele.

Lembre-se, não é hora de resolver nada. Deixe para outro momento.

Busque a meditação guiada

Para a maioria das pessoas, a concentração inicial é extremamente difícil e muitos de nós, que estão só começando a prática da meditação, ficamos perdidos quando sentamos para meditar pela primeira vez.

No entanto, graças à tecnologia esse problema foi resolvido e hoje existem diversas meditações guiadas, em aplicativos, vídeos no youtube e streamings.

Um canal do YouTube muito bom que indicamos para iniciantes é o Meditar para Despertar

Acreditamos que seguindo estes passos, você conseguirá dar início à prática da meditação e seus benefícios.